Relatos e Potos

Série sobre a província de Miyazaki

Aoshima, a ilha tropical de Miyazaki

Aoshima fica na linda costa litoranea da cidade de Miyazaki
A ilha Aoshima, apesar de ser minúscula, é conhecida por quase todos os japoneses. Nela existe um templo xintoísta tão antigo que não se sabe quando surgiu. No mínimo tem mais de 1.200 anos. Em textos escritos nessa época foram encontradas citações sobre ele.

Mas antes mesmo do santuário ser criado, a ilha já possuía outras peculiaridades de causar espanto. Ela é coberta por uma floresta com várias espécies incomuns no Japão, típicas de climas tropical e subtropical, principalmente palmeiras. E ainda é toda rodeada por rochas parecidas com a “tábua de lavar roupa do diabo”, segundo a denominação que se tornou popular.

Aoshima fica na cidade de Miyazaki, na província homônima. A costa litorânea onde ela se encontra possui lindas praias e os frutos do mar pescados na região também estão entre as atrações locais.


Na ilha se formou naturalmente um bosque com palmeiras e outras plantas raras o JapãoFloresta exótica
A ilha Aoshima tem 1.5 quilômetros de circunferência e 4.5 hectares. A floresta que a cobre lembra as paisagens do sul asiático. Isso porque 27 espécies de plantas de clima quente se adaptaram naturalmente nesse pequeno território. Em especial, a palmeira birō. Calcula-se que existam 5 mil pés formando um bosque com uma aparência que é difícil dizer que se trata do Japão.

Talvez por isso mesmo os ancestrais da região já se assustaram com o fato, associado às admiráveis rochas em volta da ilha, e a transformaram num território sagrado, oferecendo-lhe uma capela que viria a originar o templo Aoshima-jinja.

Até 1737, era proibido entrar na ilha, coisa que deve ter ajudado a manter a exótica floresta intacta. Depois, foi permitido ir somente até ao templo para rezar, sendo assim até hoje. Ao lado do pavilhão principal tem uma trilha que leva ao local original da capela construída pelos antigos. Imperdível porque é o único ponto onde se pode ver o bosque de palmeiras por dentro.

A formação rochosa em volta da Aoshima foi apelidada de “tábua de lavar roupa do diabo”Rochas curiosas
A expressão oni no sentaku-ita significa literalmente “tábua de lavar roupa do diabo”, isso porque as curiosas rochas que existem em volta da ilha Aoshima parecem uma tábua de lavar roupa gigantesca.

Esse tipo de rocha pode ser vista em vários pontos do litoral da região. Há milhões de anos, elas se formaram com sanduíches de camadas de material duro (areia) e mole (argila). Com o tempo, a parte mole foi se desintegrando pela ação das ondas e ventos. Restaram, então, as camadas mais resistentes fazendo um desenho em relevo com longas faixas espaçadas.

Em 1934, o oni no sentaku-ita foi registrado como monumento natural nacional. E, em 1952, o título se estendeu para toda a ilha também.

Na colorida “Flower Festa” do parque Kodomonokuni pode-se ver 800 mil pés de floresParque das flores
O clima ameno da região, a beleza do litoral e a famosa Aoshima colaboraram para que o local em frente à ilha acabasse se tornado uma área de resort de grande sucesso. Nos anos 50, 60 e 70, era moda passar a lua-de-mel nesse ponto. Mas depois os japoneses começaram a fazer a viagem de núpcias no Havaí e outros lugares do exterior.

Hoje, em termos turísticos, já não é como antes, mas a área ainda mantém algumas atrações que evocam o exótico ar tropical, como o jardim botânico e o Kodomonokuni. Este último, é um parque de diversões na natureza, com restaurante e hotel. Todo ao no iníicio da primavera ele realiza a “Festa da Flor”, com cerca de 800 mil pés de flores plantadas.

Pratos do restaurante Yatarou os frutos do mar da região também são atrações turísticasFrutos do mar
Para quem quiser curtir o mar e suas dádivas, a sugestão é a praia de Futo, da cidade de Nichinan, vizinha a Miyazaki. Nessa região encontramos bons restaurantes especializados em frutos do mar. Graças à costa rochosa, a pesca é farta e a lagosta é uma das principais atrações.

A pousada e restaurante Yatarou é um dos bons lugares para degustar os frutos do mar bem frescos. Ele serve vários tipos de pratos e as refeições completas com lagosta custam a partir de ¥ 4,800.

Texto e fotos: Reginaldo Okada©
Coordenação e pesquisa: Satomi Shimogo
  • Web TV
Veja mais fotos
Aoshima fica na linda costa litoranea da cidade de MiyazakiNa ilha se formou naturalmente um bosque com palmeiras e outras plantas raras o JapãoOs povos primitivos a consideravam um local sagrado e nela faziam cerimônias rituais. Uma antiga capela deu origem ao templo Aoshima-jinjaPortal da templo Aoshima-jinja
A ilha fica bem próxima da praia e o acesso é feito por uma ponteA formação rochosa em volta da Aoshima foi apelidada de “tábua de lavar roupa do diabo”Na colorida “Flower Festa” do parque Kodomonokuni pode-se ver 800 mil pés de floresPratos do restaurante Yatarou os frutos do mar da região também são atrações turísticas

Topo

| Home |